Segundo trimestre: quando a barriguinha começa a aparecer!

Desde que soube que estava grávida já sonhava com o crescimento da barriga. A gente sempre quer que comece logo a aparecer que estamos grávidas. A minha barriga começou a surgir com umas 14 semanas, meio tímida, parecendo aquela básica “pancinha de chopp”! rs. Confesso que estranhei bastante o fato dela estar apenas localizada alguns centímetros abaixo do meu umbigo e com aspecto engraçado. Mas logo a gente se acostuma e se adapta!

Olha o comecinho dela aí:montagem1

À esquerda, no início da gravidez com 8 semanas. À direita quando a barriguinha começou a aparecer, com 14 semanas.

: : Pequenas complicações

Pois é, quem disse que tudo seriam flores? Passar o primeiro trimestre sem ter absolutamente nada estava bom demais para ser verdade! Pois então, o segundo trismestre começou cheio de preocupações e eu nem pude curtir tão bem o comecinho da barriga como gostaria. Alguma grávida ou mamãe por aí já teve algum sangramento na gravidez?? Pois então, num intervalo de 3 semanas, tive 3 vezes…

O pior foi o primeiro sem dúvida. Estava no shopping com meu sobrinho de 3 anos e com a família do Fabi que veio do Rio. Levei o pequeno para a brinquedoteca e estávamos nos divertindo muito (deixando claro que não fiz nenhum esforço, nada disso!). Na saída, quando estava levando ele ao encontro dos pais, senti algo “descer”. Estava de vestido e olhei imediatamente. Não podia acreditar que era sangue… Gente, nessa hora me desculpe, mas você não consegue pensar em outra coisa, você tem certeza que o pior aconteceu. Liguei para o meu marido, contei o que aconteceu e nos encontramos na saída do elevador. Tadinho do meu sobrinho, ele percebeu a situação e só falava “tia o ‘yuli’, calma tia”.  Eu estava sem chão, só sabia rezar até chegar o carro para ir ao hospital. A sorte foi que na mesma hora surgiu um ginecologista no meio do shopping ( um anjo!) que vendo a situação me tranquilizou dizendo que aquilo não era um aborto pois eu não estava sentindo cólica nem nada. Acalmou, mas não ia sossegar até ouvir o coração do meu bebê.

Ligamos para a Drª Manoela, minha obstetra, e ela me aconselhou a ir ao hospital fazer um check up. Porém no telefone também tranquilizou o Fabiano dizendo que é algo normal nessa fase. Eu só chorava, só rezava para fazer logo a ultrassonografia. Acreditem se quiser, levei 1h15 para ser atendida! Infelizmente essa é a situação da saúde no nosso país, mesmo em hospital particular. O fato é que foi mesmo só um susto que gerou um pequeno hematoma na placenta, mas nada que afetasse o bebê. Porém a recomendação era repouso por uma semana.

Uma semana depois, na volta ao trabalho, outro sangramento. Dessa vez uma borra de café e mais uma vez outro pequeno hematoma. Ok, mais uma semana de repouso. E quando achava que estava tudo ok, mais uma pequena borra, mas dessa vez o mesmo hematoma que estava cicatrizando. A causa?Desconhecida. O motivo? Não se sabe. Mas não foi provocado por nenhum esforço a mais que eu tenha feito. Apenas um pedido a Deus: não quero ter isso nunca mais!!

Poucas vezes me senti tão fragilizada e tudo que eu podia fazer pelo bem do baby era ficar de repouso. Agora não posso negar que fui muito mimada nesse período. Maridão ao meu dispor, mamãe com comidinhas diárias deliciosas e visita de amiga com mimo para o Yuri 🙂 Agora já estou recuperada e liberada para vida normal. Curtindo as primeiras mexidas do bebê e a barriga que não para de crescer. Vejam aí!

montagem2Yuri com 16 semanas e agora em foto mais recente com 18 semanas na formatura da minha irmã Amanda.

Então, rumo às 19 semanas repleta de expectativa!!!!

Beijos

Aline